Voltar para o topo

Pensamento do dia:

Não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual; somos seres espirituais tendo uma experiência humana.

Gurdjieff

O centro emocional

Arquivado em Comportamento | 3.259 visitas | Tags: , ,

Dando continuidade ao estudo da máquina humana, vamos ver as características que formam o nosso centro emocional.

Tal como os demais centros, este centro possui um tipo de energia, uma velocidade, uma função específica, um mecanismo de funcionamento e diversos tipos de inteligências.

Principais funções do centro emocional

Determinar o que percebemos no mundo e como percebemos

A cada segundo existem milhares de impressões chegando através de nossos cinco sentidos. Seria praticamente impossível tomar consciência de tudo isso e arquivar na memória. Por isso nós fixamos apenas as impressões que são significativas (que atribuímos algum valor, seja positivo ou negativo) e as demais descartamos (jogamos para o subconsciente). Quem faz essa filtragem é o centro emocional.

O nosso mundo, portanto, é formado por aquilo que percebemos e mais ainda, pela forma como percebemos, ou seja, pelos valores que atribuímos ao que captamos. Por isso duas pessoas podem passar por uma mesma situação e cada uma perceber de forma totalmente diferente, pois associam valores diferentes ao que estão vivenciando.

Hierarquizar valores

Uma segunda função do centro emocional é determinar o peso ou importância para cada coisa que percebemos, canalizando nossas energias para o que é mais importante ou prioritário, de acordo com os valores que estabelecemos inconscientemente (e não de acordo com os valores que racionalmente julgamos prioritários).

Por exemplo, um estudante, em véspera de prova, preocupado com o evento do dia seguinte, não consegue absorver a informação dos livros. Por quê? Porque está atribuindo muita importância ao evento futuro, então as demais impressões entram mas não são retidas, pois tem menos peso que a preocupação com a prova.

Uma pessoa apaixonada dificilmente enxerga os defeitos do ser amado. Isso porque ela depositou valores positivos na pessoa e esses valores tem um peso tão grande que as demais coisas passam despercebidas.

Durante uma briga as pessoas costumam estar tão concentradas nos seus motivos que não escutam o que o outro está dizendo e não é raro alguém de fora notar que ambos estão dizendo a mesma coisa.

Partindo dessa análise, podemos concluir que uma pessoa ansiosa dificilmente terá um bom rendimento no que está fazendo, pois suas energias estão direcionadas ao ponto de tensão e não à atividade que deve fazer.

Atribuir valores positivos ou negativos

Os pensamentos ou conceitos são rótulos formados a partir das experiências do centro emocional. O dualismo do centro emocional está nessas percepções agradáveis (que produzem sentimentos bons) e percepções desagradáveis (que produzem sentimentos ruins). Esse extrato emocional é então comparado, rotulado e arquivado pelo centro intelectual que define se aquilo é algo desejável ou não.

Os valores já existem dentro do ser humano e é o centro emocional que associa a cada experiência um determinado sabor psicológico.

As múltiplas inteligências emocionais

Como podemos concluir, nós somos o resultado de uma leitura que fazemos do mundo e de nós mesmos. Transformar essa interpretação é transformar a nossa realidade. Portanto, a capacidade de manipular conscientemente os valores que atribuímos às circunstâncias é de suma importância.

De certa forma, todas as inteligências dependem da energia emocional, pois tudo que se desenvolve dentro de nós depende de aprendermos a gostar daquilo. Ou seja, precisamos saber direcionar a energia emocional para poder garantir a continuidade de uma prática que ao fim deve dotar-nos de proficiência.

Porém existem inteligências que dependem diretamente da capacidade de manipular nossas emoções, especialmente as inteligências interpessoal e intrapessoal.

Inteligência interpessoal é a capacidade de relacionar-se com as demais pessoas, ou seja, é uma inteligência social, que envolve muitos fatores emocionais complexos, como saber interpretar o comportamento alheio e também estabelecer formas de estimular determinadas respostas nos outros. O principal fator que determina um bom índice de inteligência interpessoal é a empatia, que é a capacidade de colocar-se no lugar do outro.

A inteligência intrapessoal é a capacidade de relacionar-se consigo mesmo, com suas emoções, seus valores, hábitos e conceitos. Como podemos deduzir, é a principal capacidade para desenvolver todas as demais capacidades, pois atua sobre o cerne da consciência, reprogramando estruturas destrutivas e ampliando o potencial criativo que possuímos.

A inteligência intrapessoal requer um grau profundo de autoanálise psicológica, no sentido de conseguir enxergar as próprias estruturas cognitivas, como se analisasse algo externo a si mesmo. Ou seja, a pessoa tem que conseguir perceber, quando surge um pensamento, os paradigmas que embasam esse pensamento. A meditação é a principal técnica para desenvolver a inteligência intrapessoal.

Outras inteligências envolvem um amplo desenvolvimento da inteligência emocional, como a inteligência naturalista, que é a capacidade de sentir a vida e se integrar com ela. As pessoas que possuem essa inteligência bem desenvolvida costumam ser chamadas de “dedo verde”, ou seja, pessoas que tem a mão muito boa pra plantar. Esse tipo de percepção da vida, também chamado de “alma senciente”, envolve sentidos que extrapolam o que comumente se utiliza para perceber o mundo.

A inteligência musical também trabalha o centro emocional, pois associa aos sons um conjunto de valores que, dependendo da sensibilidade da pessoa, podem se relacionar a cores, cheiros e até estruturas mais complexas.

Como desenvolver conscientemente o centro emocional

Desenvolver a motivação adequada para viver

Estabelecer um sentido para viver, para trabalhar, para ter paciência, ser educado, gentil, etc. proporciona os meios para que se viva com o centro emocional em equilíbrio. A reflexão sobre os valores que atribuímos às pessoas, aos eventos e às coisas nos ajuda a ter uma tolerância bem maior às adversidades. Por exemplo, se uma pessoa pensa no valor de ter uma família, de ser amado, de fazer parte da vida de alguém, etc., isso lhe dá condições de ser mais tolerante com os filhos.

Quando não revisamos o valor das coisas que nos são valiosas, acabamos deixando que a ansiedade, o stress e a negligência se tornem predominantes e nos façam cometer erros graves. A reflexão é uma ferramenta muito útil para prevenir esse tipo de problemas.

A alegria

O sorriso e a alegria transformam o ambiente e as pessoas que estão nele. Olhar o mundo de forma otimista nos permite colocar em atividade determinados mecanismos criativos que pertencem à nossa inteligência emocional, que proporcionam soluções para os nossos problemas. Claro que devemos diferenciar a alegria da euforia excessiva, que geralmente acaba com as reservas de energia, produzindo doenças.

Transformar emoções negativas ou destrutivas

Isso se faz mediante a transvalorização, que é a mudança de valores associados a um acontecimento. Essa mudança ocorre através de um processo de lentamente desconstruir o significado antes atribuído e substitui-lo por outro, que seja perfeitamente coerente. Existem técnicas de meditação e de reflexão que proporcionam esse resultado.

Cuidar o stress

Para evitar o desgaste emocional, não podemos viver fisicamente desgastados, porque uma coisa atrairá a outra. É óbvio que uma pessoa cansada perde o controle com muito mais facilidade.

A inspiração

A pessoa quando está inspirada se sente jovem, saudável, capaz de grandes empreendimentos. Estando inspirados, nos tornamos muito maiores do que comumente somos. O mestre gnóstico Lakhsmi dizia que a gnosis só pode ser vivida pelos deuses e pelos homens inspirados.

Meditação

A meditação, quando praticada com frequência, desenvolve um centro de estabilidade emocional que nos permite estar no meio do tumulto, sem afetar-se pela confusão.

Deixe um comentário





Bem vindo, visitante!

Cadastre-se em nosso site e tenha acesso a:

  • Área restrita com conteúdos exclusivos
  • Novidades no seu e-mail
  • Descontos e promoções em cursos


Mapa do Site

Fale Conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem